sicnot

Perfil

Mundo

Sete esqueletos humanos encontrados em prisão venezuelana

As autoridades venezuelanas iniciaram as investigações para determinar a origem de sete esqueletos humanos encontrados na Penitenciária Geral da Venezuela, uma das principais prisões do país, situada no Estado de Guárico, a sudoeste de Caracas.

O anúncio foi feito pela ministra venezuelana dos Serviços Penitenciários, Iris Varela, através da sua conta na rede social Twitter, tendo explicado que os esqueletos foram encontrados durante escavações naquela prisão, que desde 2016 está a ser adaptada pelas autoridades para implementar um novo modelo do sistema prisional.

No âmbito do processo de transformação da prisão, a Penitenciária Geral da Venezuela encontra-se desocupada há vários meses.Além dos esqueletos humanos, segundo a ministra, durante rusgas à prisão as autoridades encontraram um carregamento de armas de fogo.

As investigações estão a cargo do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc), antiga Polícia Técnica Judiciária da Venezuela.

Segundo o Observatório Venezuelano de Prisões, 173 presos foram assassinados nas cadeias da Venezuela em 2016, ano em que outros 268 detidos ficaram feridos em rixas e outros conflitos prisionais.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58