sicnot

Perfil

Mundo

Ministro alemão quer cortar financiamento estatal a partido de extrema-direita

© Fabrizio Bensch / Reuters

O ministro da Justiça da Alemanha afirmou hoje querer estudar formas de cortar o financiamento estatal a um partido de extrema-direita nos próximos meses.

Em janeiro, o tribunal supremo da Alemanha decidiu que o Partido Nacional Democrático (NPD) era demasiado insignificante politicamente para justificar ser proibido, mas disse que os seus objetivos contrariam a Constituição alemã.

A câmara alta do parlamento, que pediu a proibição do partido, lançou na semana passada uma iniciativa para cortar o financiamento estatal aos partidos anticonstitucionais.

Hoje, o ministro da Justiça, Heiko Maas, disse ao grupo de media Funke que se deve "examinar muito cuidadosamente as possibilidades" de retirar financiamento ao NPD, considerando que esse objetivo pode ser alcançado neste mandato, que termina com as eleições previstas para setembro.

Maas disse que o "dinheiro dos impostos entregue ao NPD é um investimento direto estatal na agitação radical de direita".

Lusa

  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • PSP descentraliza a regularização de armas
    3:55

    País

    A PSP de Bragança percorreu os 12 concelhos do distrito ao encontro dos proprietários de armas com vista à sua regularização. A iniciativa, que pretende evitar a deslocação das pessoas à capital de distrito, teve uma forte adesão.

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.