sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento Europeu pune eurodeputado polaco por declarações sexistas

Janusz Korwin-Mikke

O presidente do Parlamento Europeu anunciou hoje que decidiu impor "sanções sem precedentes" ao eurodeputado polaco de extrema-direita que proferiu declarações sexistas durante uma sessão plenária em Bruxelas no início do mês.

O deputado Janusz Korwin-Mikkle, que em 01 de março afirmou, durante um debate no hemiciclo, que "as mulheres devem ganhar menos do que os homens, pois são mais fracas e menos inteligentes", vai perder 9.210 euros (dado ficar privado da diária de 307 euros durante 30 dias), suspenso de todas as atividades do Parlamento durante 10 dias e não poderá representar a assembleia durante um ano.

"Não tolerarei um comportamento destes, em particular vindo de alguém que é suposto desempenhar com a devida dignidade as suas funções enquanto representante dos povos da Europa. Ao ofender todas as mulheres, o deputado mostrou desprezo pelos nossos valores mais fundamentais", afirmou hoje o presidente do Parlamento, Antonio Tajani, que considerou a punição "proporcional à gravidade da ofensa".


Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.