sicnot

Perfil

Mundo

Dois espiões russos acusados pelos EUA de ataque informático à Yahoo

© / Reuters

O Departamento de Justiça norte-americano anunciou hoje que acusou quatro pessoas, incluindo dois agentes dos serviços secretos russos, pelo ataque cibernético ao gigante informático Yahoo no ano passado.

O ciberataque, que começou em 2014, é considerado como um dos mais importantes alguma vez feito pelo mundo, com "pelo menos 500 milhões de contas" comprometidas, recordou o Departamento de Justiça norte-americano.

De acordo com a acusação, os dois espiões russos, Dmitri Dokouchaïev e Igor Souchtchine, terão "protegido, dirigido, facilitado e pago aos piratas informáticos criminosos" para levarem a cabo ataques cibernéticos nos Estados Unidos e noutros países, incluindo o acesso a várias contas de jornalistas e funcionários do Governo russo.

Segundo a acusação hoje divulgada, estes dois espiões terão também tentado aceder a contas de funcionários do Governo norte-americano e de empresas privadas de diversos países, incluindo dos Estados Unidos.

A acusação hoje revelada em Washington liga a maior agência de espionagem russa a um dos maiores ataques cibernéticos da história, que foi revelado no ano passado.

Os outros dois piratas informáticos agora formalmente acusados são o russo Alexeï Belan ("Magg"), na lista dos hacker mais procurados nos EUA por factos semelhantes em 2012 e 2013, e Karim Baratov, com dupla nacionalidade canadiana e cazaque, detido terça-feira no Canadá.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47