sicnot

Perfil

Mundo

Líder de extrema-direita holandês avisa primeiro-ministro que "não se livrou" dele

© Dylan Martinez / Reuters

O líder do Partido da Liberdade holandês (PVV, extrema-direita), Geert Wilders, que terá conquistado 19 lugares nas eleições legislativas, segundo sondagens à boca da urna, reivindicou esta quarta-feira "um sucesso" e avisou que o primeiro-ministro "não se livrou" dele.

"Eleitores do PVV, obrigado! Nós conquistámos os lugares! O primeiro sucesso está garantido!", afirmou, numa mensagem na rede social Twitter o deputado anti-Islão. "E Rutte ainda não se livrou de mim", avisou, na mesma mensagem.

Segundo as primeiras projeções, Wilders, que tinha 15 lugares no parlamento (150 no total), terá subido para 19 assentos, tantos quanto o Apelo Democrático Cristão e o partido Democracia D66.

De acordo com as mesmas sondagens, o partido liberal liderado pelo primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, deverá vencer as eleições legislativas, conquistando 31 lugares, menos nove que na anterior legislatura.

Lusa

  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • PSP descentraliza a regularização de armas
    3:55

    País

    A PSP de Bragança percorreu os 12 concelhos do distrito ao encontro dos proprietários de armas com vista à sua regularização. A iniciativa, que pretende evitar a deslocação das pessoas à capital de distrito, teve uma forte adesão.

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.