sicnot

Perfil

Mundo

Projeções na Holanda dão vitória ao partido do Governo e derrota da extrema-direita

As primeiras projeções de resultados das eleições legislativas holandesas, feitas à boca das urnas, dão a vitória ao partido do Governo (VVD), liderado pelo primeiro-ministro Mark Rutte, e ditam a derrota da extrema-direita (PVV) de Geert Wilders.

As projeções da Ipsos dão a vitória a Rutte e distribuem os assentos parlamentares da seguinte maneira:

VVD (centro-direita; partido no poder) - 31 deputados
PVV (extrema-direita) - 19 deputados
D66 (sociais-democratas) - 19 deputados
CDA (centro-direita) - 19 deputados
Groenlinks (esquerda ecologista) - 16 deputados
SP (esquerda) - 14 deputados
Partido Trabalhista (centro-esquerda) - 9 deputados
CU (centro-direita) - 6 deputados
PvdD (direita liberal) - 5 deputados
50+ (pró-reformados) - 4 deputados
Denk (pró-imigração) - 3 deputados
SGP (direita) - 3 deputados
FvD (direita) - 2 deputados

Rutte deverá cumprir um novo mandato no poder.

Rutte deverá cumprir um novo mandato no poder.

© Michael Kooren / Reuters

O Parlamento holandês tem 150 lugares.

Caso estes resultados se confirmem, o Partido Trabalhista e a extrema-direita serão os maiores derrotados da noite eleitoral, sendo que o partido de Geert Wilders pode terminar no quarto lugar. Já os trabalhistas poderão vir a perder 29 deputados (de 38 em 2012 para 9).

O líder do partido de extrema-direita, Geert Wilders.

O líder do partido de extrema-direita, Geert Wilders.

© Yves Herman / Reuters

As agências de notícias internacionais dão já conta de um ambiente de festa no centro de Amesterdão.

Este foi o ato eleitoral mais participado dos últimos 31 anos, com cerca de 82% dos eleitores a irem às urnas.

Os resultados oficiais devem ser conhecidos apenas ao início da madrugada.

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.