sicnot

Perfil

Mundo

Projeções na Holanda dão vitória ao partido do Governo e derrota da extrema-direita

As primeiras projeções de resultados das eleições legislativas holandesas, feitas à boca das urnas, dão a vitória ao partido do Governo (VVD), liderado pelo primeiro-ministro Mark Rutte, e ditam a derrota da extrema-direita (PVV) de Geert Wilders.

As projeções da Ipsos dão a vitória a Rutte e distribuem os assentos parlamentares da seguinte maneira:

VVD (centro-direita; partido no poder) - 31 deputados
PVV (extrema-direita) - 19 deputados
D66 (sociais-democratas) - 19 deputados
CDA (centro-direita) - 19 deputados
Groenlinks (esquerda ecologista) - 16 deputados
SP (esquerda) - 14 deputados
Partido Trabalhista (centro-esquerda) - 9 deputados
CU (centro-direita) - 6 deputados
PvdD (direita liberal) - 5 deputados
50+ (pró-reformados) - 4 deputados
Denk (pró-imigração) - 3 deputados
SGP (direita) - 3 deputados
FvD (direita) - 2 deputados

Rutte deverá cumprir um novo mandato no poder.

Rutte deverá cumprir um novo mandato no poder.

© Michael Kooren / Reuters

O Parlamento holandês tem 150 lugares.

Caso estes resultados se confirmem, o Partido Trabalhista e a extrema-direita serão os maiores derrotados da noite eleitoral, sendo que o partido de Geert Wilders pode terminar no quarto lugar. Já os trabalhistas poderão vir a perder 29 deputados (de 38 em 2012 para 9).

O líder do partido de extrema-direita, Geert Wilders.

O líder do partido de extrema-direita, Geert Wilders.

© Yves Herman / Reuters

As agências de notícias internacionais dão já conta de um ambiente de festa no centro de Amesterdão.

Este foi o ato eleitoral mais participado dos últimos 31 anos, com cerca de 82% dos eleitores a irem às urnas.

Os resultados oficiais devem ser conhecidos apenas ao início da madrugada.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.