sicnot

Perfil

Mundo

"Cuidado com os judeus" ou apenas um projeto artístico

Shomrim

Um sinal colocado em Stamford Hill, a norte de Londres, numa zona onde reside uma grande comunidade de judeus ortodoxos, está a gerar polémica. Colocado esta terça-feira a cerca de 200 metros de uma sinagoga, a semelhança com um sinal de trânsito e a imagem que exibe no centro levaram a que fosse interpretado como um alerta - "Cuidado com os judeus".

O autor da iniciativa foi o fotógrafo francês Franck Allais que já pediu desculpa pela eventual ofensa à comunidade judaica. O artista garante que o sinal faz parte de um projeto que pretende retratar pessoas a atravessarem a rua.

No centro do sinal vê-se uma silhueta de um judeu ortodoxo a usar o tradicional Fedora.

Um membro do Shomrim NE London, um grupo local de moradores, apresentou queixa às autoridades depois de ter avistado o sinal colocado nas proximidades da sinagoga. Barry Bard, dirigente do grupo disse à BBC que o estranho sinal de trânsito gerou de imediato preocupação na comunidade judaica.

"É um projeto sobre atravessar a rua... sobre como todos somos diferentes e todos temos uma identidade. Não há apenas um sinal na rua. Eu coloquei mais, mas repararam apenas neste. Lamento qualquer ofensa que possa ter causado", afirmou Franck Allais ao The Guardian.

O fotógrafo e artista explicou ao jornal britânico que o sinal pretendia valorizar a identidade deste bairro com a maior comunidade de judeus hassídicos na Europa.

Franck Allais disse que no âmbito deste projeto foram também colocados outros sinais, um com a imagem de uma mulher com um carrinho de compras, outro de um homem a empurrar uma cadeira de rodas e ainda outro com um gato.

O artista admitiu também que ficou abalado com a reação que causou na comunidade judaica.

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12

    País

    Rui Mergulhão Mendes, especialista em 'profiling' na Emotional Business Academy, em Lisboa, esteve na Edição da Noite desta quarta-feira para explicar como é que um especialista em linguagem pode ajudar um tribunal a dar um veredito.