sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan apela aos turcos da diáspora na Europa para terem cinco filhos

SEDAT SUNA

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan apelou esta sexta-feira aos turcos da diáspora na Europa para formarem famílias com pelo menos cinco filhos, considerando que seria "a melhor resposta" face "às injustiças" que enfrentam.

"Educai os vossos filhos nas melhores escolas, assegurai-vos que as vossas famílias vivam nos melhores bairros, conduzam os melhores automóveis, vivam nas melhores casas e façam cinco filhos, e não apenas três. Porque vocês são o futuro da Europa", declarou Erdogan, num discurso em Eskisehir, sul de Istambul.

Erdogan emitiu estas declarações no decurso de um comício de campanha para o referendo constitucional de 16 de abril destinado a reforçar os poderes presidenciais.

"Esta será a melhor resposta às injustiças contra vós", acrescentou.

Erdogan tem vindo a denunciar sistematicamente as discriminações de que, na sua perspetiva, são vítimas os turcos, e de forma geral os muçulmanos, na Europa, desde o início de uma crise diplomática com diversos países europeus, em particular a Alemanha e Holanda, após a proibição imposta a ministros turcos de participarem em comícios no âmbito do referendo de abril.

A diáspora turca da Europa inclui milhões de pessoas, e cerca de 2,5 milhões têm direito de voto nos escrutínios turcos.

O Presidente turco, pai de quatro filhos, tinha já exortado em 2016 as mulheres turcas a terem pelo menos três filhos, suscitando críticas dos militantes pelos direitos das mulheres.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.