sicnot

Perfil

Mundo

Grávidas proibidas pelos maridos de serem assistidas por enfermeiros em Angola

© Amr Dalsh / Reuters

Mulheres grávidas do município do Luchazes, província angolana do Moxico, são proibidas pelos maridos de serem assistidas por enfermeiros, situação que preocupa as autoridades sanitárias, porque os poucos técnicos de que o hospital dispõe são na maioria homens.

O drama foi denunciado pela diretora do Hospital Municipal dos Luchazes, Anabela Alves, citada hoje pela agência noticiosa angolana, Angop, que lamenta a situação e atribui o facto a questões culturais.

Segundo a responsável, os homens justificam que as suas mulheres não podem ser vistas nuas por outros homens, ainda que seja para consultas hospitalares.

Anabela Alves disse que a situação tem originado que as grávidas faltem às consultas pré-natais e façam os partos em casa.

"Não acorrem aos serviços sanitários, porque a maioria dos nossos técnicos de saúde reprodutiva são homens e a situação é preocupante, uma vez que pode precipitar mortes maternas durante os partos caseiros", referiu aquela responsável,

Face a esta situação, o trabalho das duas únicas enfermeiras que asseguram os serviços de maternidade tornou-se "um caos", segundo aquela responsável, salientando que o número é insuficiente para atender à demanda.

De acordo com Anabela Alves, os sobas (autoridades tradicionais) já foram contactados para ajudar a sensibilizar a população sobre a importância das consultas pré-natais e a realização de partos nos hospitais.

Luchazes é um município cerca de 347 quilómetros a sudoeste do Luena, capital da província do Moxico, no leste de Angola, e possui 14.451 habitantes, na sua maioria camponeses.

Lusa

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.