sicnot

Perfil

Mundo

Atacante abatido em aeroporto de Paris

CHRISTOPHE PETIT TESSON

Um homem foi hoje abatido pelas forças de segurança no aeroporto de Orly, em Paris, depois de ter tentado tirar uma arma a um militar da brigada antiterrorismo. Hora antes, o mesmo homem tinha fugido a uma operação stop, disparando contra a polícia.

Última atualização às 12:15

O atacante é a única vítima mortal. O porta-voz do Ministério do Interior garantiu ainda que não resultaram feridos do incidente, que aconteceu cerca das 8:30 locais (7:30 em Lisboa), no terminal Sul do aeroporto:

"Um homem arrebatou uma arma a um militar e depois refugiou-se numa loja do aeroporto antes de ser abatido pelas forças de segurança".

À porta do aeroporto várias testemunhas relataram os momentos de pânico que se viveram depois de terem ouvido pelo menos três tiros.

O próprio ministro do Interior, no local, também já confirmou que o homem abatido também esteve envolvido noutro tiroteio esta manhã no norte da capital francesa, ao fugir de uma operação stop.

O homem foi mandado parar num posto de controlo, em Stains, e disparou contra a polícia. Um agente ficou ferido. O homem, um muçulmano radicalizado já conhecido das autoridades, roubou ainda o carro de uma mulher.

Aeroporto condicionado

Logo após do incidente, o aeroporto no sul da capital francesa foi evacuado por uma questão de segurança. Cerca de 3.000 pessoas foram retiradas do terminal Sul, enquanto os passageiros do terminal Oeste foram confinados, precisou o porta-voz do Ministério do Interior francês, Pierre-Henri Brandet.

Entretanto, o terminal Oesta já foi reaberto. O terminal Sul deverá continuar encerrado até logo à noite

O tráfego áereo chegou a ser "completamente interrompido" em todo o aeroporto, segundo a aviação civil. Os voos estão a ser redirecionados.

Dois voos da TAP com destino a Paris-Orly tiveram já de ser divergidos para a pista de Charles de Gaulle. A ANA- Aeroportos aconselha os passageiros com destino àquele aeroporto a verificarem o estado dos voos.

CHRISTOPHE PETIT TESSON

© Christian Hartmann / Reuters

O incidente aconteceu no terminal 1 cerca das 8:30 locais (7:30 em Lisboa). No local está um forte dispositivo policial.

Foi montado um perímetro de segurança e as autoridades pedem às pessoas que se afastem do local.

© Gonzalo Fuentes / Reuters

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15

    Mundo

    Na Califórnia, nos Estados Unidos, já foi eleito o cão mais feio do mundo de 2017, num concurso que se repete há 29 anos. Com 57 quilos, Martha recebeu a distinção enquanto ressonava no palco.