sicnot

Perfil

Mundo

Devin Nunes sem provas de conluio entre a campanha de Trump e a Rússia

© Joshua Roberts / Reuters

O presidente da comissão dos serviços de informações do Congresso dos Estados Unidos Devin Nunes disse este domingo não ter encontrado "qualquer prova" de conluio entre a campanha de Donald Trump e a Rússia para influenciar as presidenciais.

"Dou-lhe uma resposta muito simples: não", respondeu o congressista republicano lusodescendente a uma questão sobre se viu provas de uma tal conspiração, numa entrevista à televisão Fox News.

A afirmação de Nunes foi feita um dia antes de a comissão a que preside ouvir o diretor do FBI, James Comey, sobre as supostas ligações da equipa do presidente norte-americano a Moscovo e sobre a alegação de Trump de que foi escutado por ordem do antecessor, Barack Obama.

Nunes disse também não ter qualquer prova de que a Trump Tower, sede do conglomerado de empresas de Trump e da campanha, ter sido colocada sob escuta antes das eleições.

Os serviços de informações norte-americanos publicam em janeiro um relatório segundo o qual a Rússia pirateou contas de correio eletrónico de responsáveis do Partido Democrata e tentou interferir na campanha em benefício de Trump.

Lusa

  • O dia em que Marcelo apitou um jogo de futebol

    País

    Habituado a ajuizar os momentos de tensão entre Governo e oposição, Marcelo Rebelo de Sousa foi esta quarta-feira árbitro, literalmente. Tudo aconteceu num jogo de futebol entre crianças, durante a visita do Presidente da República a São Tomé e Príncipe.

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.