sicnot

Perfil

Mundo

Militares iraquianos aproximam-se cada vez mais do centro histórico de Mossul

Militares iraquianos aproximam-se cada vez mais do centro histórico de Mossul

A ofensiva para reconquistar a cidade iraquiana de Mossul continua. Os militares iraquianos aproximam-se cada vez mais do centro histórico da cidade, que está desde 2014 controlada pelo Daesh.

  • Correspondente da SIC esteve na frente de combate em Mossul
    5:34

    Mundo

    O primeiro-ministro do Iraque diz que a libertação de Mossul, a segunda cidade mais importante do país, é apenas uma questão de dias. Contudo, os militares no terreno não estão tão certos disso. O correspondente da SIC no Médio Oriente Henrique Cymerman esteve nos últimos dias na frente de combate, onde a coligação internacional liderada pelos Estados Unidos da América tenta reconquistar o que ainda está nas mãos Daesh.

  • Equipa da Sky News sobrevive a ataque em Mossul
    4:19

    Mundo

    Uma equipa de reportagem da Sky News sobreviveu a um ataque suicida na cidade de Mossul, que foi reivindicado pelo Daesh. Um carro bomba explodiu, mas os repórteres da Sky News conseguiram refugiar-se a tempo de não serem atingidos.

  • Cymerman mostra o impacto da guerra em Mossul
    1:50

    Mundo

    O exército iraquiano e o curdo continuam a avançar na zona oriental de Mossul. O Daesh prepara a defesa com explosivos. Uma equipa da SIC esteve nos últimos dias na zona considerada a mais perigosa do mundo.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.