sicnot

Perfil

Mundo

Militares iraquianos aproximam-se cada vez mais do centro histórico de Mossul

Militares iraquianos aproximam-se cada vez mais do centro histórico de Mossul

A ofensiva para reconquistar a cidade iraquiana de Mossul continua. Os militares iraquianos aproximam-se cada vez mais do centro histórico da cidade, que está desde 2014 controlada pelo Daesh.

  • Correspondente da SIC esteve na frente de combate em Mossul
    5:34

    Mundo

    O primeiro-ministro do Iraque diz que a libertação de Mossul, a segunda cidade mais importante do país, é apenas uma questão de dias. Contudo, os militares no terreno não estão tão certos disso. O correspondente da SIC no Médio Oriente Henrique Cymerman esteve nos últimos dias na frente de combate, onde a coligação internacional liderada pelos Estados Unidos da América tenta reconquistar o que ainda está nas mãos Daesh.

  • Equipa da Sky News sobrevive a ataque em Mossul
    4:19

    Mundo

    Uma equipa de reportagem da Sky News sobreviveu a um ataque suicida na cidade de Mossul, que foi reivindicado pelo Daesh. Um carro bomba explodiu, mas os repórteres da Sky News conseguiram refugiar-se a tempo de não serem atingidos.

  • Cymerman mostra o impacto da guerra em Mossul
    1:50

    Mundo

    O exército iraquiano e o curdo continuam a avançar na zona oriental de Mossul. O Daesh prepara a defesa com explosivos. Uma equipa da SIC esteve nos últimos dias na zona considerada a mais perigosa do mundo.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15