sicnot

Perfil

Mundo

FBI não encontrou provas de que Trump tenha estado sob escuta

FBI não encontrou provas de que Trump tenha estado sob escuta

O FBI não encontrou indícios de que Donald Trump tenha sido espiado por Barack Obama. Esta segunda-feira, perante a Comissão de Serviços Secretos da Câmara dos Representantes, o diretor do FBI confirmou ainda que está em curso uma investigação para apurar o alegado envolvimento da Rússia nas eleições norte-americanas.

  • Serviços secretos negam escutas a Donald Trump
    0:39

    Mundo

    O ex-director dos serviços secretos norte-americanos nega que Donald Trump tenha estado sob escuta antes das eleições presidenciais. James Clapper diz que não houve qualquer ação contra o Presidente eleito enquanto candidato ou contra a sua campanha.

  • Trump acusa Obama de o colocar sob escuta
    1:47

    Mundo

    O dia de Donald Trump começou hoje às cinco e meia da manhã com acusações a Barack Obama. Trump acusa o anterior Presidente dos Estados Unidos de ter colocado os seus telefones sob escuta. As acusações foram feitas na conta de Twitter. O Porta-voz de Barack Obama já veio desmentir as acusações.

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50