sicnot

Perfil

Mundo

Filha de Donald Trump vai ter gabinete na Casa Branca

© XXSTRINGERXX xxxxx / Reuters

A filha mais velha do Presidente dos Estados Unidos, Ivanka Trump, vai ter um escritório na Ala Oeste da Casa Branca, informou na segunda-feira o seu advogado.

Ivanka, como "primeira filha", tem tido um papel frequente e atípico na Casa Branca desde que o seu pai tomou posse, em janeiro passado.

Em Washington tornou-se já habitual ver a filha do Presidente a acompanhar o pai em atos oficiais e também em reuniões com líderes internacionais.

Na passada sexta-feira, por exemplo, Ivanka sentou-se ao lado da chanceler alemã, Angela Merkel, durante a sua reunião na Casa Branca, uma posição que também ocupou, no mês passado, aquando da visita do primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau.

© Jonathan Ernst / Reuters

Segundo o seu advogado, Jamie Gorelick, citado pelos meios de comunicação social locais, Ivanka Trump não vai ter um cargo oficial na Casa Branca.

A filha de Trump juntar-se-á assim na Ala Oeste da Casa Branca ao marido, Jared Kushner, que trabalha como assessor do Presidente norte-americano.

Ivanka é a única dos filhos de Trump que se mudou de Nova Iorque para Washington com o pai, apesar de ter negado na altura qualquer interesse em trabalhar na Casa Branca.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15