sicnot

Perfil

Mundo

Fox afasta comentador que acusou britânicos de ajudarem Obama a espiar Trump

A Fox News afastou hoje o analista Andrew Napolitano, após rejeitar o comentário de que os serviços secretos britânicos ajudaram o antigo Presidente dos Estados Unidos Barack Obama a espiar o sucessor, Donald Trump.

Um executivo do canal de televisão, que pediu o anonimato, citado pela agência noticiosa Associated Press (AP), confirmou que Napolitano foi afastado e não vai voltar a aparecer no ar tão cedo, uma decisão inicialmente noticiada pelo jornal Los Angeles Times.

Na passada quinta-feira, a Casa Branca citou a Fox News para assegurar que Obama pediu aos serviços de informações britânicos que monitorizassem Donald Trump, para "garantir que não havia pistas norte-americanas".

Um dia depois, o Presidente dos Estados Unidos declarou que a Casa Branca não devia ser criticada por isso.

Na sexta-feira, durante uma conferência de imprensa conjunta com a chanceler alemã, Angela Merkel, Trump afirmou: "Não dissemos nada. Tudo o que fizemos foi citar um perito legal muito talentoso, que é o único responsável por ter dito isso na televisão".

Na segunda-feira, o diretor da polícia federal (FBI, na sigla em inglês), James Comey, afirmou que não foram encontradas provas que sustentem a acusação.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.