sicnot

Perfil

Mundo

Morreu antigo vice-primeiro-ministro da Irlanda do Norte Martin McGuinness

© Clodagh Kilcoyne / Reuters

Martin McGuinness, que foi vice-primeiro-ministro durante uma década de poder partilhado na Irlanda do Norte e ex-chefe do IRA, morreu, hoje de madrugada, aos 66 anos, anunciou o seu partido em comunicado.

"É com profundo pesar e tristeza que ficámos a saber da morte do nosso amigo e camarada Martin McGuinness, que faleceu durante a madrugada em Derry", indicou o Sinn Féin, partido nacionalista que representa os interesses católicos irlandeses na aspiração de integração na República da Irlanda.

Martin McGuinness morreu na sequência de um raro problema cardíaco, segundo a emissora britânica BBC.

Figura histórica do Sinn Féin renunciou recentemente à vida política. Demitiu-se em janeiro em divergência com a líder da outra formação no poder na Irlanda do Norte, Arlene Foster, do Partido Democrático Unionista (DUP), forçando eleições antecipadas naquela província britânica.

Era também conhecido por ter sido um dos líderes do extinto Exército Republicano Irlandês (IRA, na sigla em inglês), organização responsável por vários atentados e protagonista da violência que dominou a região durante três décadas.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".