sicnot

Perfil

Mundo

Programa nuclear norte-coreano atingiu "nova fase"

© Heinz-Peter Bader / Reuters

A unidade de enriquecimento de urânio da Coreia do Norte duplicou de tamanho nos últimos anos, alertou o chefe da Agência Internacional para a Energia Atómica (AIEA), falando de uma "nova fase" e de "progressos" como propagandeia Pyongyang.

Yukiya Amano afirmou ao Wall Street Journal que as capacidades nucleares da Coreia do Norte têm aumentado, confirmando a propaganda de Pyongyang

"A situação é muito má (...) Atingiu uma nova fase", afirmou o diretor-geral da AIEA, num relatório publicado na segunda-feira, em que observa que "todas as indicações apontam para o facto de a Coreia do Norte estar a fazer progressos, como tem declarado".

O nível de alarme por parte da comunidade internacional relativamente às ambições militares de Pyongyang tem subido depois de uma série de lançamentos de mísseis balísticos e testes nucleares no ano passado, sendo que, no início do mês, disparou quatro rockets no que descreveu como um simulacro de ataque contra bases militares norte-americanas no Japão.

A Coreia do Norte, que também testou um poderoso novo motor de foguetão no fim de semana coincidindo com a viagem à Ásia do secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, ambiciona há muito um míssil capaz de atingir solo norte-americano com uma ogiva nuclear.

Pyongyang tem vindo a expandir de forma acelerada as suas instalações para o enriquecimento de urânio e produção de plutónio nos últimos anos, afirmou Amano ao jornal, manifestando dúvidas relativamente ao potencial de uma solução diplomática.

Durante a sua visita à Coreia do Sul, na semana passada, Rex Tillerson declarou que a abordagem de "paciência estratégica" com Pyongyang chegou ao fim, e advertiu que uma ação militar dos Estados Unidos contra o regime norte-coreano é "uma opção em cima da mesa".

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.