sicnot

Perfil

Mundo

Programa nuclear norte-coreano atingiu "nova fase"

© Heinz-Peter Bader / Reuters

A unidade de enriquecimento de urânio da Coreia do Norte duplicou de tamanho nos últimos anos, alertou o chefe da Agência Internacional para a Energia Atómica (AIEA), falando de uma "nova fase" e de "progressos" como propagandeia Pyongyang.

Yukiya Amano afirmou ao Wall Street Journal que as capacidades nucleares da Coreia do Norte têm aumentado, confirmando a propaganda de Pyongyang

"A situação é muito má (...) Atingiu uma nova fase", afirmou o diretor-geral da AIEA, num relatório publicado na segunda-feira, em que observa que "todas as indicações apontam para o facto de a Coreia do Norte estar a fazer progressos, como tem declarado".

O nível de alarme por parte da comunidade internacional relativamente às ambições militares de Pyongyang tem subido depois de uma série de lançamentos de mísseis balísticos e testes nucleares no ano passado, sendo que, no início do mês, disparou quatro rockets no que descreveu como um simulacro de ataque contra bases militares norte-americanas no Japão.

A Coreia do Norte, que também testou um poderoso novo motor de foguetão no fim de semana coincidindo com a viagem à Ásia do secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, ambiciona há muito um míssil capaz de atingir solo norte-americano com uma ogiva nuclear.

Pyongyang tem vindo a expandir de forma acelerada as suas instalações para o enriquecimento de urânio e produção de plutónio nos últimos anos, afirmou Amano ao jornal, manifestando dúvidas relativamente ao potencial de uma solução diplomática.

Durante a sua visita à Coreia do Sul, na semana passada, Rex Tillerson declarou que a abordagem de "paciência estratégica" com Pyongyang chegou ao fim, e advertiu que uma ação militar dos Estados Unidos contra o regime norte-coreano é "uma opção em cima da mesa".

Lusa

  • Pescador resgatado de um lago gelado na Estónia
    1:08