sicnot

Perfil

Mundo

Melania salva Trump durante o hino

Melania salva Trump durante o hino

Durante as celebrações da Páscoa na Casa Branca, Donald Trump protagonizou um momento caricato ao esquecer-se de colocar a mão no peito durante o hino nacional. Melania Trump teve de avisar o Presidente dos EUA para cumprir o seu dever. Com um toque discreto no braço, Trump lá se lembrou de como o chefe de Estado norte-americano deve comportar-se quando toca o hino nacional.

  • A primeira caça aos ovos da era Trump
    1:43

    Pequenas grandes histórias

    Esta segunda-feira, a família Trump abriu as portas da Casa Branca para a primeira caça aos ovos da Páscoa. A caça aos ovos de Páscoa é uma das tradições mais antigas. Foi instituída em 1878 pelo presidente Rutherford B. Hayes. Participaram 21 mil pessoas, menos 14.000 que o ano passado, na última Páscoa com o casal Obama. Organizadores garantem que este ano se apostou na qualidade e não na quantidade.

  • Melania Trump ganha processo contra jornal Daily Mail
    1:15

    Mundo

    A primeira-dama Melania Trump chegou a acordo com o jornal Daily Mail. A mulher de Donald Trump terá pedido uma indemnização choruda, depois do jornal a acusar de ter sido uma "escort girl" no passado. Melania garante que nunca foi acompanhante de luxo. Não se sabe o valor da indemnização, mas a primeira-dama norte-americana pedia 150 milhões de euros.

  • O estilo de Melania Trump
    1:05

    Mundo

    Donald Trump está a receber vários líderes mundiais, mas as televisões e os fotógrafos também se concentram no estilo da primeira-dama e das convidadas.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras