sicnot

Perfil

Mundo

Forças de segurança russas matam dois suspeitos de preparar atentados

Maxim Shemetov

Dois homens suspeitos de preparar atentados na Rússia foram abatidos num tiroteio pelas forças de segurança russas, informaram esta quarta-feira fontes do Serviço Federal de Segurança, a agência que sucedeu ao KGB, citadas pela agência russa Interfax.

Os dois homens eram oriundos "de um país da Ásia Central" e foram mortos na região de Vladimir, na zona oeste da Rússia, segundo as mesmas fontes da agência de serviços secretos russa conhecida pelas iniciais FSB.

As fontes indicaram que a ordem inicial passava pela detenção dos suspeitos, mas que os dois homens ofereçam resistência e acabaram por ser abatidos por elementos do FSB.

De acordo com o FSB, os suspeitos tinham ligações a recrutadores de redes terroristas internacionais e estariam a preparar a realização de "atentados terroristas no território da Federação Russa".

Os homens tinham em seu poder componentes para o fabrico de uma bomba, uma arma automática Kalashnikov e munições.

As autoridades russas têm detido nas últimas duas semanas vários cidadãos oriundos de países da Ásia Central, a maioria na cidade russa de São Petersburgo, por suspeita de colaboração com o grupo extremista Daesh e com outras redes terroristas.

Na passada segunda-feira, o FSB anunciou a detenção de um dos presumíveis organizadores do atentado bombista perpetrado a 3 de abril contra o metro de São Petersburgo, que matou 14 pessoas.

O homem estava armado com uma pistola e também era originário da Ásia Central.

O bombista do atentado de 3 de abril era do Quirguistão. Os países pobres da Ásia Central, maioritariamente muçulmanos, são considerados terreno fértil para a captação de extremistas islâmicos.

A Rússia não sofria um atentado desta dimensão dentro do seu território desde dezembro de 2013, quando dois suicidas mataram 34 pessoas numa estação de comboio e num elétrico em Volgogrado, antiga Estalinegrado.

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".