sicnot

Perfil

Mundo

ONU descobriu mais valas comuns na RD Congo

Robert Carrubba

O gabinete do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos disse quarta-feira que são já 40 as valas comuns encontradas na República Democrática do Congo (RDCongo), palco de confrontos entre forças do Governo e milícias tribais.

Os investigadores da ONU a RDCongo encontraram mais 17 valas comuns nas províncias de Kasai Central e Oriental, onde ocorrem os confrontos com a milícia Kamuina Nsapu, revelou a organização em comunicado.

"A descoberta de mais valas comuns e relatórios denunciando violações e abusos de direitos humanos mostram o horror que ocorreu em Kasai nos últimos nove meses" disse o Alto-Comissário para Direitos Humanos, Zeid Ra'ad Hussein.

As investigações da missão da ONU no terreno (MONUSCO) indicam que o exército cavou as valas agora descobertas depois dos confrontos a milícia Kamuina Nsapu nas cidades de Tshimbulu e Tshienke, que terminaram com a vida de 74 pessoas, 30 delas crianças.

A milícia deve o nome ao seu antigo líder, morto pela polícia em agosto passado, em confrontos com as forças do Governo que já custaram a vida a mais de 400 congoleses e a dois observadores da ONU.

Lusa

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57