sicnot

Perfil

Mundo

Espanha e Alemanha "ao lado" de França

Christian Hartmann

Os governos de Espanha e da Alemanha declararam-se "ao lado" de França, após o ataque que matou um polícia e feriu gravemente dois em Paris, reivindicado pelo Daesh.

"Sigo com preocupação a informação que nos chega de Paris. Sentimos como própria a dor do povo francês nestes momentos difíceis", escreveu o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, na sua conta no Twitter.

A Alemanha está "firme e determinadamente ao lado da França", anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros alemão na sua conta no Twitter. "Notícias chocantes de Paris. Choramos as vítimas e estamos firmes e determinados ao lado da França", acrescentou.

Pouco depois, o porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, escreveu, também no Twitter, que Merkel "manifestou a sua compaixão com as vítimas e suas famílias".

Um polícia foi morto e dois outros feridos num tiroteio na avenida dos Campos Elíseos, em Paris, cujo autor foi abatido pela polícia, segundo as autoridades francesas.

O Daesh reivindicou o ataque através da sua agência de propaganda, Amaq.

Lusa

  • "É preciso atacar o mal pela raiz"
    0:46

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen voltou a focar o discurso no tema da segurança e do terrorismo. Numa entrevista, esta quinta-feira à noite, a líder da extrema-direita francesa defendeu que é preciso um maior controlo das fronteiras, uma aposta nas forças de segurança e uma resposta mais rápida ao terrorismo islâmico.

  • Trump fala de "novo ataque terrorista" em França
    0:26

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos afirmou esta quinta-feira que o tiroteio ocorrido esta noite nos Campos Elísios, em Paris, que provocou pelo menos dois mortos, "parece outro ataque terrorista" e enviou as suas condolências "ao povo de França"."

  • "Há um reforço substancial da polícia"
    2:47

    Mundo

    Cândida Pinto está em Paris, onde falou em direto para a SIC Notícias sobre o tiroteio desta quinta-feira na capital francesa, que fez pelo menos dois mortos. A jornalista da SIC diz que há "um reforço substancial da polícia" e que várias estações de metro foram encerradas.

  • "Não há Europa sem França"
    0:59

    Eleições França 2017

    Jean-Luc Mélenchon voltou a defender uma renegociação total dos tratados europeus. O candidato considerado de extrema esquerda disse que, caso contrário, a França deve sair da União Europeia, mas fez questão de lembrar que a Europa não existe sem França.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15