sicnot

Perfil

Mundo

Guilherme Rosa é o primeiro português a ser eleito vice mayor em Londres

Guilherme Rosa tomou posse na quarta-feira como vice 'mayor' da autarquia de Lambeth, em Londres, tornando-se no primeiro português a assumir este cargo no Reino Unido.

O 'mayor' é uma figura representativa das autoridades locais [council] , eleito entre os vereadores e que tem essencialmente funções protocolares e de direção de reuniões, mas sem influência na gestão executiva da autarquia.

O vice 'mayor' tem como missão apoiar o mayor, cujo cargo passou a ser ocupado também deste quarta-feira por Marcia Cameron, numa cerimónia que decorreu ao final da tarde numa escola secundária onde se realizou uma reunião plenária municipal.

Esta é a primeira vez que um cidadão português é nomeado para este posto no Reino Unido. Guilherme Rosa, que foi eleito em 2014, irá ajudar a colega do partido Trabalhista, comparecendo em acontecimentos públicos, como inaugurações, eventos de cariz comunitário e visitas oficiais em representação de Lambeth.

Porém, o português quer aproveitar esta posição de um ano para dar continuidade e potenciar o apelo à comunidade portuguesa e lusófona para se integrarem e envolverem mais ativamente na vida e sociedade local britânica.

"Quero fazer mais um esforço para as pessoas se envolverem mais na vida local no sentido de existir uma maior representação dos portugueses", disse hoje à agência Lusa.

O vereador eleito pela freguesia [ward] de Stockwell, onde vive e trabalha uma numerosa comunidade portuguesa, quer alargar o seu trabalho aos europeus e procurar que estes participem na discussão dos seus futuros direitos após a saída do Reino Unido da UE.

"O motivo de candidatura foi fazer campanha cívica no contexto do 'Brexit', no sentido de incitar à coesão social, dando bons exemplos, criando iniciativas e ideias e fazer um trabalho de aproximação a estas comunidades", acrescentou.

Guilherme Rosa, que está no ano final do mandato, referiu que o vice 'Mayor' tem tradicionalmente um "papel positivo e pouco conflituoso", mas que é prestigiado e dá visibilidade.

"Nos últimos anos tem sido dado às minorias étnicas.

É simbólico, mas é uma forma de a câmara reconhecer presença da comunidade portuguesa", afirmou.

Lambeth, situado no sul de Londres e com uma população superior a 320 mil habitantes, é uma das 32 autarquias que fazem parte da área administrativa da Grande Londres, tendo poderes em matérias como habitação, planeamento urbano, serviços sociais, educação e outros serviços públicos.

Estima-se que residam em Lambeth entre 30 mil a 35 mil portugueses, perto de 10% do total de habitantes.

Lusa

  • Encontrada criança britânica desaparecida na praia da Luz

    País

    Foi encontrada a criança britânica que estava desaparecida desde o início da tarde, avançaram as autoridades. A Polícia Marítima tinha sido informada do desaparecimento de um rapaz de 8 anos, de nacionalidade inglesa, tendo efetuado diligências nas proximidades da praia algarvia.

    Em atualização

  • Marcelo pede "serenidade e cabeça fria" no debate político
    1:29
  • Seca agrava prejuízos agrícolas no Alentejo
    2:11
  • Al Gore e Garry Kasparov vão estar na Web Summit

    Web Summit

    Al Gore, antigo vice-Presidente dos Estados Unidos da América, Garry Kasparov, lendário jogador de xadrez, e Steve Huffman, o dirigente e cofundador da rede social Reddit são os novos nomes anunciados para a 2.ª Web Summit em Lisboa.

  • Estudantes universitários poderiam estar a pagar propinas mais baixas
    2:02

    País

    Os alunos universtários poderiam estar a pagar propinas mais baixas do que pagam atualmente. A situação foi denunciada pela Federação Académica do Porto, que diz que os estudantes estão a pagar cerca de 100 euros a mais do que deviam. O INE admite, num documento enviado ao Governo, que pode existir um método melhor para o cálculo destes valores.

  • Liberdade de movimento entre UE e Reino Unido termina em março de 2019

    Brexit

    A liberdade dos cidadãos europeus para viver e trabalhar no Reino Unido vai terminar, em março de 2019. O Governo britânico pediu esta quarta-feira um estudo de um ano sobre a migração europeia no país, de modo a ajudar no sistema de imigração que será implementado. A avaliação vai estar concluída em setembro, de 2018, seis meses antes da conclusão do Brexit.