sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista detido na Turquia por questionar vitória do sim no referendo

Um jornal eletrónico turco informou que um dos seus editores foi hoje detido por ter posto em causa a legitimidade da vitória do sim no referendo de domingo sobre o reforço dos poderes do Presidente Recep Tayyip Erdogan.

Ali Ergin Demirhan, editor do Sendika.Org, foi detido na madrugada de hoje numa operação policial nas instalações do site informativo, em Istambul.

Demirhan é acusado de "organização de protestos nas redes sociais com o objetivo de mostrar o resultado do referendo como ilegítimo".

É também acusado de "incitação ao ódio" e "de insulto a um representante do Estado", escreve o Sendika.

A polícia apreendeu o disco do computador de Demirhan e o seu telemóvel, segundo a mesma fonte.

"O sim não será legitimado, o Sendika.Org não se calará", escreveu o site após a detenção.

Na quarta-feira, a polícia deteve 16 militantes de esquerda em Istambul na sequência de manifestações de contestação da vitória do sim no referendo de domingo, segundo um partido político e um advogado. No total, foram emitidos 38 mandados de detenção.

Manifestações diárias que mobilizaram milhares de pessoas ocorreram nos bairros de Istambul conhecidos pela sua oposição ao presidente Erdogan desde a vitória do sim.

Observadores internacionais da OCDE e do Conselho da Europa questionaram a equidade do escrutínio e os dois principais partidos da oposição exigem a sua anulação.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC