sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 400 detidos após manifestação anti-Maduro

Carlos Eduardo Ramirez

Mais de 400 pessoas foram detidas pelas autoridades venezuelanas após as manifestações contra o Presidente Nicolás Maduro esta quarta-feira, que foram reprimidas pela Guarda Nacional Bolivariana (GNB, polícia militar). Segundo o diretor da organização não-governamental Foro Penal Venezuelano a repressão está a aumentar na Venezuela.

"Está a aumentar o número de detidos que estamos a registar. São mais de 400 a nível nacional", anunciou Gonzalo Himiob, através da sua conta no Twitter.

Segundo o responsável, foram detidos manifestantes em Caracas e nos estados de Nova Esparta, Táchira, Carabobo, Miranda, Anzoátegui, Bolívar, Arágua, Barinas, Cojedes, Monágas e Zúlia.

As rádios locais dão conta que na noite de quarta-feira (manhã de hoje em Lisboa) as autoridades terão detido um número indeterminado de pessoas que tomaram as ruas do município Santo António de Los Altos (sul de Caracas), em protesto pela repressão policial contra manifestantes opositores.

Os manifestantes colocaram barricadas e atacaram vários funcionários da GNB.No Twitter, muitos divulgaram uma foto de um tanque militar incendiado por manifestantes.


Lusa

  • Dois mortos em protestos pró e anti-Maduro
    1:55

    Mundo

    Dois jovens foram mortos a tiro esta quarta-feira durante as manifestações na Venezuela. A capital do país, Caracas, foi palco de dois protestos a favor e contra Nicolás Maduro. As imagens mostram milhares de pessoas nas ruas e a grande tensão entre a polícia e os manifestantes.

  • Jovem baleado em manifestações de Caracas 

    Mundo

    Um jovem terá sido baleado na cabeça durante as manifestações desta quarta-feira em Caracas, na Venezuela. A informação está a ser avançada pela agência de notícias espanhola EFE que tem repórteres no local.

  • Maduro quer expandir milícias armadas
    0:48

    Mundo

    O Presidente da Venezuela aprovou a compra de 500 mil espingardas para aumentar o número de civis envolvidos em milícias armadas, numa altura em que a tensão no país não pára de crescer. Nicolás Maduro anunciou-a durante a celebração do sétimo aniversário da Milícia Nacional Bolivariana.

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC