sicnot

Perfil

Mundo

Mulher mais pesada do mundo já perdeu 250 quilos

Hospital Saifee

A mulher egípcia, que se acreditava pesar 500 quilos há dois meses, já conseguiu perder metade do peso. Em março, Eman Abd El Aty foi levada para a Índia, onde efetuou uma cirurgia bariátrica e, desde então, já conseguiu perder 250 quilos.

No mês passado, a mulher apareceu nas notícias, um pouco por tudo o mundo, devido à sua obesidade excessiva.

Eman Abd El Aty não conseguiu sair de casa durante 25 anos. Quando voltou a sair, foi levada para outro país, mais propriamente, para um hospital em Mumbai, na Índia, onde foi submetida a uma cirurgia de redução do estômago. Segundo a BBC, quando chegou ao hospital, a mulher não conseguia caber na cadeira de rodas, nem ficar sentada por longos períodos de tempo.

Esta semana, o hospital indiano revelou novas fotografias da mulher, depois de feita a cirurgia. Esta operação é feita em último caso a pessoas com uma obesidade excessiva.

O médico que a operou disse numa entrevista que a mulher continua a perder peso, muito rapidamente. Contudo, Muffazal Lakdawala adiantou ainda que devido a um AVC sofrido em criança, Eman Abd El Aty irá continuar paralisada de um lado do corpo e a ter convulsões.

Para além de tudo isto, a mulher tem também problemas em falar e em engolir.

A perda de peso vai permitir que os médicos a analisem, de modo a descobrir o motivo do AVC.

Hospital Saifee

Quando nasceu, Eman Abd El Aty pesava cinco quilos e foi diagnosticada com elefantíase, na qual as partes do corpo incham devido a uma infeção parasitária.

Aos 11 anos, o seu peso aumentou significantemente e a, na altura, a criança sofreu um AVC, que a deixou acamada. Desde então, Eman Abd El Aty tem estado aos cuidados da mãe e da irmã.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC