sicnot

Perfil

Mundo

Testemunhas de Jeová banidas da Rússia

O Supremo Tribunal da Rússia proibiu esta quinta-feira as Testemunhas de Jeová de qualquer atividade no país, ao aceitar um requerimento do ministério da Justiça para que a organização religiosa fosse considerada um grupo extremista.

O tribunal ordenou o encerramento da sede central do grupo e das suas 395 secções na Rússia, e a confiscação das respetivas propriedades.
De acordo com a agência noticiosa Interfax, a advogada do ministério da Justiça, Svetlana Borisova, considerou perante o tribunal que as Testemunhas de Jeová colocavam uma ameaça à população da Rússia.


"Constituíam uma ameaça aos direitos dos cidadãos, à ordem pública e à segurança pública", disse em declarações na instância judicial.
Borisova também considerou que a recusa das Testemunhas de Jeová às transfusões de sangue também viola as leis russas sobre cuidados de saúde.


As Testemunhas de Jeová reivindicam mais de 170.000 seguidores na Rússia. Desde há um ano que o grupo tem sido submetido a intensa pressão, incluindo a proibição de distribuir literatura que supostamente violaria as leis anti-extremistas em vigor no país.

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57