sicnot

Perfil

Mundo

Testemunhas de Jeová banidas da Rússia

O Supremo Tribunal da Rússia proibiu esta quinta-feira as Testemunhas de Jeová de qualquer atividade no país, ao aceitar um requerimento do ministério da Justiça para que a organização religiosa fosse considerada um grupo extremista.

O tribunal ordenou o encerramento da sede central do grupo e das suas 395 secções na Rússia, e a confiscação das respetivas propriedades.
De acordo com a agência noticiosa Interfax, a advogada do ministério da Justiça, Svetlana Borisova, considerou perante o tribunal que as Testemunhas de Jeová colocavam uma ameaça à população da Rússia.


"Constituíam uma ameaça aos direitos dos cidadãos, à ordem pública e à segurança pública", disse em declarações na instância judicial.
Borisova também considerou que a recusa das Testemunhas de Jeová às transfusões de sangue também viola as leis russas sobre cuidados de saúde.


As Testemunhas de Jeová reivindicam mais de 170.000 seguidores na Rússia. Desde há um ano que o grupo tem sido submetido a intensa pressão, incluindo a proibição de distribuir literatura que supostamente violaria as leis anti-extremistas em vigor no país.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.