sicnot

Perfil

Mundo

Agente deixa arma carregada em casa de banho de avião

Christian Charisius

No passado dia 6 de abril uma agente dos Air Marshal dos Estados Unidos esqueceu-se da arma carregada na casa de banho de um avião, durante um voo entre Inglaterra e Nova Iorque.

A arma foi encontrada por um passageiro que posteriormente a entregou a um membro da tripulação.

A agente, que tinha sido contratada recentemente, deveria ter reportado de imediato o incidente aos seus superiores, mas só o fez alguns dias depois, relata o jornal norte-americano The New York Times.

Poucos dias depois do episódio da 'arma esquecida', a mulher foi destacada para fazer a segurança de um outro voo. Segundo os colegas e ex-agentes federais, a agente cometeu um erro muito grave e deveria ter sido castigada com um processo disciplinar e a abertura de uma investigação.

Um ex-agente federal dos Air Marshal, Craig Sawyer, relatou ao The New York Times "Não podemos ter pessoas incapazes a deixar armas nas casas de banho".

Não é a primeira vez que os serviços de segurança aéreos dos Estados Unidos são falados por motivos 'menos bons'. O caso de Robert MacLean é dos mais recentes. MacLean era um agente da Air Marshal que foi despedido por revelar a um jornalista que a empresa ia reduzir o número de agentes por voo.

Numa altura em que se fala muito da ameaça do Daesh, a segurança dos voos para os Estados Unidos está mais apertada que nunca. A última medida aplicada foi a proibição de transportar portáteis, tablets, câmaras forográficas e outros dispositivos móveis nas cabines de voos procedentes de alguns países do Médio Oriente e Norte de África. Os aparelhos apenas poderão ser transportados no porão.

Esta é uma medida que surge depois dos serviços de informação norte-americanos descobrirem que o Daesh estava a planear atques a aviões comerciais com recurso a dispositivos móveis.

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.