sicnot

Perfil

Mundo

Autor do ataque de Paris tinha sido detido em fevereiro

Christian Hartmann

O autor do ataque de quinta-feira em Paris, reivindicado pelo Daesh, tinha sido detido em fevereiro por ameaças contra a polícia e mais tarde libertado, disseram esta sexta-feira à Associated Press duas fontes oficiais francesas.

As fontes falaram à Associated Press (AP) sob anonimato porque não foram autorizadas a pronunciarem-se publicamente sobre o atentado de quinta-feira na capital francesa.

De acordo com as fontes da AP, o autor do atentado tinha sido detido no final do mês de fevereiro após ter verbalizado ameaças contra a polícia, tendo sido posteriormente libertado por falta de provas.

Um polícia foi morto e dois ficaram gravemente feridos na quinta-feira à noite, quando o homem disparou contra o veículo em que seguiam na avenida dos Campos Elísios, no centro de Paris.

O atacante foi morto por outros agentes da polícia francesa.

Lusa

  • Debate quinzenal com o primeiro-ministro

    País

    Dia de debate quinzenal na Assembleia da República, que deve ficar marcado pela saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo. Veja aqui em direto e acompanhe a discussão no Minuto a Minuto SIC/Parlamento Global.

    Direto

  • Morreu Roger Moore

    Cultura

    O ator britânico Roger Moore, conhecido pelos filmes de James Bond e a série "O Santo", morreu hoje, na Suíça, na sequência de um cancro. Tinha 89 anos.

  • Lesados do Banif ouvidos pela PJ
    1:42

    Economia

    A Unidade de Combate à Corrupção está na Madeira para recolher depoimentos de lesados do Banif e é a primeira diligência da Polícia Judiciária depois de uma queixa apresentada por 100 ex-clientes do banco. Os ex-clientes falam de falsificação de documentos, burla e associação criminosa.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.