sicnot

Perfil

Mundo

Detido suspeito do atentado contra autocarro do Dortmund

Martin Meissner

A polícia alemã deteve um suspeito de autoria do atentado contra o autocarro da equipa de futebol do Borussia Dortmund, indicou hoje a Procuradoria Federal acrescentando que questões económicas podem estar na origem do ataque.

Segundo um comunicado da Procuradoria Federal da Alemanha, Sergei W, de 28 anos, adquiriu no passado dia 11 de abril, no mesmo dia do atentado, direitos de venda de ações do Dortmund que têm como data de vencimento o dia 17 de junho, e que pagou através de um crédito bancário efetuado, na semana anterior ao ataque.

De acordo com a procuradoria, o suspeito do atentado contra o autocarro oficial do clube de futebol pretendia provocar uma queda significativa do valor das ações e lucrar com a venda dos títulos (direitos de venda) ao preço estabelecido previamente.

As três explosões que fizeram quebrar uma janela do autocarro do Dortmund causaram ferimentos num jogador e num polícia.

Com Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52