sicnot

Perfil

Mundo

Empresário português desaparecido desde domingo na Suazilândia

Suazilândia

Mike Hutchings

Um empresário português está desaparecido desde domingo na Suazilândia, um caso que está a ser investigado pela polícia e a mobilizar a comunidade local, disse esta sexta-feira à Lusa fonte consular que acompanha a situação.

Almor Simões Oliveira, 77 anos, natural de Oliveira do Bairro, reside há várias décadas no pequeno país situado entre a África do Sul e Moçambique e desapareceu sem que tenha havido mais contactos.

O cidadão português ligado ao setor industrial vive com a mulher e é um dos empresários "mais prestigiados" na comunidade, na cidade de Matsapha, disse à Lusa o cônsul-geral de Portugal em Maputo, Frederico Silva.

Os serviços do consulado português na capital moçambicana "estão a acompanhar a situação" a par dos esforços do cônsul honorário na Suazilândia, acrescentou.

"Desde que desapareceu não houve mais nenhum contacto" e "a polícia da Suazilândia refere que está a fazer tudo o que pode" para o tentar encontrar, sublinhou Frederico Silva.

Almor Simões Oliveira foi visto pela última vez durante a celebração da missa de Páscoa na cidade em que residia.

O carro que conduzia viria a ser encontrado mais tarde, aberto, sem ninguém, com um espelho retrovisor partido e com vestígios de sangue.

O desaparecimento tem mobilizado a comunidade local.

Uma vigília pelo empresário foi agendada e há anúncios nas rádios em que se pedem informações sobre o paradeiro do cidadão português.

Estima-se que a comunidade portuguesa na Suazilândia ronde as 1.300 pessoas.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Cenário mais estável no Sardoal
    0:55

    País

    O presidente da Câmara do Sardoal, Miguel Borges, disse esta manhã que a situação está mais calma. No entanto, o autarca pede que não se desmobilizem os meios porque a situação pode mudar de forma imprevisivel. Miguel Borges alertou ainda para o cansaço dos bombeiros e agentes da Proteção Civil.

  • Detida no Brasil portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos
    3:04

    Mundo

    A Polícia do Rio de Janeiro deteve uma portuguesa acusada de várias burlas nos últimos 20 anos. Ana Resende fazia-se passar por funcionária do consulado e prometia vistos e outros documentos para tirar dinheiro das vítimas. Esta é a terceira vez que a polícia brasileira detém a portuguesa por acusações de burla.