sicnot

Perfil

Mundo

Hepatites B e C afetam 325 milhões de pessoas em todo o mundo

Em, o número de novos infetados por hepatite C atingiu os 1,75 milhões. Ao todo, no mundo existem 71 milhões de pessoas que sofrem de hepatite C.

STRINGER Mexico/ Reuters

Cerca de 325 milhões de pessoas sofrem de uma infeção crónica pelo vírus da hepatite B ou C, segundo os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS) que acentuam a necessidade de atuar urgentemente contra as hepatites.

A informação global da OMS sobre as hepatites revela que a grande maioria dos doentes carece de acesso a exames de deteção e aos tratamentos que poderiam salvar-lhes a vida.


Tal significa que milhões de pessoas correm o risco da infeção de que padecem evoluir lentamente até à insuficiência hepática crónica, cancro e morte.


A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, recorda que "hoje em dia as hepatites víricas são consideradas um problema grave de saúde pública que exige uma resposta urgente. Há vacinas e medicamentos para combate-las e a OMS comprometeu-se a assegurar que todas as pessoas que necessitem destas ferramentas tenham acesso a elas".


Em 2015, as hepatites víricas causaram 1,34 milhões de mortes, um número semelhante ao da tuberculose e da infeção pelo VIH. A diferença é que, enquanto a mortalidade por tuberculose e pelo VIH está a diminuir, a causada pelas hepatites está a aumentar.


No mesmo ano, o número de novos infetados por hepatite C atingiu os 1,75 milhões. Ao todo, no mundo existem 71 milhões de pessoas que sofrem de hepatite C.


As novas infeções por hepatite B estão a baixar, graças ao aumento da cobertura da vacinação infantil: 84% das crianças nascidas em 2015 receberam as três doses recomendadas da vacina contra a hepatite B.


Contudo, perto de 257 milhões de pessoas, na sua maioria adultos nascidos antes do início da vacinação, sofriam em 2015 de uma infeção crónica por hepatite B.

Lusa

  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.