sicnot

Perfil

Mundo

Interpol detém 47 pessoas e apreende 320 armas em operação de larga escala

Thomas White

A Interpol deteve 47 pessoas e apreendeu 320 armas de fogo numa operação contra o tráfico de armas ilegais, em que participaram policias de toda a Europa, segundo um relatório divulgado esta sexta-feira pela Agência.

A organização internacional de polícia disse que durante a operação foram apreendidos também 2.000 balas, granadas e explosivos.

A operação, apelidada de 'Trigger (gatilho) II', durou 48 horas, entre 6 e 8 de abril, e nela participaram 7.840 da lei de 23 países europeus.

"Sabemos que o tráfico de armas está relacionado com outros tipos de crime, incluindo o terrorismo que repetidamente atinge o coração da Europa. Operações, tais como o 'Trigger II' dão-nos informações vitais para relacionar os casos dos diferentes países", disse o secretário-geral da Interpol, Jürgen Stock.

Como observado pelo diretor do escritório central da organização em Sarajevo, Branislav Pavlovic, "uma mensagem foi enviada para criminosos em termos do que pode ser alcançado quando as forças policiais de diferentes países são coordenadas entre eles usando ferramentas de ambos nacional da Interpol".

O coordenador do programa contra o tráfico de armas da Interpol, John Hageman, frisou, por seu turno, que "operações como esta possibilitam que as forças policiais dos países partilham as suas melhores práticas para ajudar os investigadores a travar o tráfico de armas e evitar que elas cheguem às ruas".

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.