sicnot

Perfil

Mundo

Papel a defender o Daesh encontrado junto ao atacante de Paris

Christian Hartmann

Um papel manuscrito de apoio ao Daesh foi encontrado perto do corpo do autor do tiroteio de quinta-feira nos Campos Elísios, em Paris, que resultou na morte de um polícia, indicaram os media locais.

Os investigadores estão a analisar essa prova, assim como outras encontradas no interior do veículo em que o atacante se dirigiu ao local onde cometeu o atentado, pouco depois reivindicado pelo Daesh.


Karim C., francês de 39 anos, disparou com uma espingarda de assalto contra um veículo policial, provocando a morte de um agente de 37 anos, antes de começar a fugir a pé, enquanto abria fogo contra outros agentes, dois dos quais ficaram feridos.

O atacante foi abatido pelas forças de segurança.

No interior do seu veículo foram encontradas armas, brancas e de fogo, e um exemplar do Alcorão.

As autoridades francesas afirmaram que o autor do ataque estava identificado como extremista por ter manifestado a intenção de matar polícias, segundo fontes próximas do inquérito, citadas pela AFP.

O ataque ocorreu a três dias da primeira volta das eleições presidenciais em França, em que a segurança é um dos temas em destaque, após vários ataques terroristas no país nos últimos anos.

Com Lusa

  • Penélope Cruz diz que contos de fadas são muito machistas

    Cultura

    Penélope Cruz revelou recentemente o sentimento de descontentamento com os contos de fadas que, a seu ver, são muito machistas. A atriz de 43 anos confessou que lê as histórias aos filhos, Leonardo de sete anos e Luna de quatro, mas que opta por alterar sempre o final.

    SIC

  • Kurt Cobain homenageado no dia em que faria 51 anos

    Cultura

    No dia em que faria 51 anos, se estivesse vivo, Kurt Cobain foi homenageado pela viúva, Courtney Love, e a filha do casal, Frances Bean. Através de publicações no Instagram, mãe e filha lembraram o fundador, vocalista e guitarrista dos Nirvana, que vai ficar para sempre na história da música.

    SIC

  • Google Maps esconde mansão de Puigdemont na Bélgica

    Mundo

    Depois de fugir de Espanha, Carles Puigdemont refugiou-se na Bélgica para evitar uma possível extradição. O refúgio que encontrou foi uma mansão no município de Waterloo, por 4.400 euros ao mês. Agora, a pedido do ex-presidente do Governo da Catalunha, essa mesma mansão foi "apagada" do Google Maps.

    SIC

  • 50 empresas estão a recrutar na Universidade Católica
    1:46

    Economia

    A Universidade Católica de Lisboa reuniu 50 empresas nacionais e internacionais numa feira de emprego esta terça-feira e amanhã. As empresas procuram novos candidatos para os lugares que têm disponíveis nos departamentos de Economia, Finanças e Gestão.