sicnot

Perfil

Mundo

Polícia morto nos Campos Elísios esteve de serviço no Bataclan em 2015

O polícia de Paris que foi morto enquanto estava de serviço na avenida mais famosa da capital francesa, na quinta-feira, viu em primeira mão o terror que pode ser provocado em nome do Daesh.

Xavier Jugele foi um dos agentes que se encontrava na sala de concertos Bataclan na noite em que três bombistas suicidas interromperam um espetáculo e mataram 90 pessoas, a 13 de novembro de 2015.

No último ataque, na quinta-feira, Jugele morreu quando um atacante abriu fogo com uma arma sobre uma carrinha da polícia estacionada nos Campos Elísios.

O Daesh reivindicou rapidamente o ataque e as autoridades afirmaram que o atacante tinha consigo um bilhete a defender o grupo extremista.

A polícia de Paris recusou-se a facultar detalhes sobre a carreira e a vida de Jugele, alegando que a família pediu privacidade.

Lusa

  • Trump deixa aviso à Coreia do Norte

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump, assegurou hoje que o Pentágono "está preparado" para adotar as medidas militares necessárias contra a Coreia do Norte, caso Pyongyang responda ao cancelamento da cimeira bilateral com gestos "ingénuos ou imprudentes".

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC

  • Filha do ex-espião russo envenenado diz sentir-se com "sorte por estar viva"
    1:38