sicnot

Perfil

Mundo

Violência na República Democrática do Congo causou um milhão de deslocados

Thomas Mukoya

A ONU alertou esta sexta-feira que os combates entre a milícia tribal Kamwina Nsapu e as forças da República Democrática do Congo (RDC) provocaram, desde agosto, 400 mortos, dois dos quais trabalhadores humanitários, e um milhão de deslocados.

A onda de violência, que forçou 600.000 crianças a fugirem do local onde viviam, localiza-se na região do Kasai Central, uma das mais pobres do país e onde se concentram as ações da milícia contra as instituições do Estado.

A remota região de Kasai tem sido palco de violência desde meados de agosto, quando as forças do governo mataram Kamwina Nsapu, um chefe tribal e líder de milícias que se rebelaram contra o governo do presidente Joseph Kabila.

O recrudescimento dos confrontos nos primeiros três meses deste ano levou a um aumento considerável do número de deslocados, disse o porta-voz do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Christophe Boulierac, numa conferência de imprensa.

Segundo a UNICEF, mais de 1,5 milhões de crianças foram afetadas pelo conflito, onde algumas participam. De acordo com o representante interino da agência na RDC, Tajudeen Oyewale, pelo menos 2.000 menores foram recrutados pela milícia.

O trabalho conjunto da UNICEF e das autoridades congolesas permitiu o resgate de 384 menores que integravam a fileira dos rebeldes, disse Oyewale.

Por outro lado, a UNICEF registou 28.000 casos de má nutrição grave entre as crianças da região e apenas conseguiu recolher 3,5 dos 20,6 milhões de dólares (3,2 de 19,2 milhões de euros) solicitados para dar resposta à situação.

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • Portugueses passam mais de oito horas por semana ao volante
    0:59

    País

    Os portugueses gastam, em média, oito horas em deslocações durante a semana. Um estudo do Observatório Europeu da Mobilidade, divulgado hoje, diz ainda que a grande maioria prefere o automóvel como meio de transporte. Entre os países europeus, Portugal é líder na utilização do carro para deslocação para o trabalho.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • PCP abre debate quizenal com assuntos laborais e sociais

    País

    Um dia depois da sessão solene do 25 de Abril, os deputados regressam hoje ao parlamento para mais um debate quinzenal com o primeiro-ministro, que será seguido por uma discussão sobre o Conselho Europeu extraordinário de sábado. Acompanhe aqui em direto às 15h00 e Minuto a Minuto.

  • Portugal subiu cinco lugares no Ranking da Liberdade de Imprensa
    1:42

    País

    Portugal está agora na 18 ª posição em 180 países no relatório deste ano dos Repórteres Sem Fronteiras. Esta associação revela que a imprensa portuguesa foi condenada 21 vezes por violação de liberdade de expressão e por difamação pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.