sicnot

Perfil

Mundo

Libertado jornalista italiano detido na Turquia

Murad Sezer

O documentalista e jornalista italiano Gabriele del Grande, retido na Turquia desde dia 10 de abril, quando estava a gravar numa zona de fronteira com a Síria, foi libertado e está de regresso a Itália, confirmou esta segunda-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano.

Angelino Alfano explicou, através da sua conta na rede social Twitter, que o seu homólogo turco, Mevlut Cavusoglu, lhe comunicou a decisão de libertar Gabriele del Grande que se encontrava em greve de fome como protesto pela sua detenção sem acusação.

"Del Grande está a voltar para Itália e já informei a sua família", afirmou o chefe da diplomacia italiana.

Nos últimos dias, o governo italiano intensificou os contactos com as autoridades turcas para pedir a libertação do jornalista.

O autor de "Io sto con la sposa", um documentário sobre o drama da imigração, foi detido a 10 de abril na Turquia durante um controlo policial na fronteira com a Síria enquanto filmava os refugiados.

Segundo a imprensa italiana, as autoridades turcas afirmaram que não tinha as autorizações necessárias para filmar naquela zona.

Desde esse momento, as autoridades turcas proibiram que comunicasse com o exterior e só pôde realizar a primeira chamada telefónica para a família dias depois de ter sido detido em Hatay, na fronteira com a Síria.

Lusa

  • Presidente do Conselho Europeu admite divergências com Trump

    Mundo

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, admitiu hoje que a reunião mantida em Bruxelas com o presidente norte-americano, Donald Trump, permitiu constatar pontos de concordância em várias áreas, mas também de discordância noutras, como clima, comércio e Rússia."

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Mexicana vence ultramaratona a correr de sandálias e de saia

    Desporto

    Uma mexicana venceu uma ultramaratona de 50 quilómetros a correr de saia e sandálias de borracha. María Lorena Ramírez, de 22 anos, não é atleta profissional, nem recebeu treino específico para a Ultra Trail Cerro Rojo, prova que venceu, mas pertence à tribo Tarahumara, com uma longa e invulgar tradição de excelentes corredores.

    SIC

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08