sicnot

Perfil

Mundo

Eleições legislativas em Timor-Leste marcadas para 22 de julho

O Presidente da República timorense, Taur Matan Ruak, marcou as eleições legislativas de Timor-Leste para 22 de julho, apelando a que todo o processo eleitoral decorra "de forma livre e justa, sem incidentes".

"O Presidente da República espera que todos os atos envolvidos na realização das eleições para o Parlamento Nacional, desde o recenseamento, apresentação de candidaturas, campanha, ato eleitoral em si até à declaração dos resultados eleitorais e à constituição do próximo Parlamento Nacional e Governo, decorram de forma livre e justa, sem incidentes, constituindo-se em mais uma festa da Democracia", refere um comunicado da Presidência da República.

O comunicado explica que Taur Matan Ruak decidiu marcar as eleições de 22 de julho depois de "reposta a composição do Tribunal de Recurso para exercício das competências legais sobre o processo eleitoral" e "decorrido o prazo para que o mesmo se pronunciasse sobre a Lei Eleitoral do Parlamento Nacional".

Na semana passada o chefe de Estado deu posse a Deolindo dos Santos como novo presidente do Tribunal de Recurso em substituição de Guilhermino da Silva que se demitiu por motivos de saúde.

No que toca à lei eleitoral, o comunicado da Presidência refere-se em concreto a um conjunto de alterações normativas que o chefe de Estado enviou para o Tribunal de Recurso a pedir a fiscalização preventiva da constitucionalidade do texto.

Hoje, já depois do chefe de Estado ter determinado a data das eleições, o Tribunal de Recurso notificou a Presidência da não inconstitucionalidade do diploma tendo agora o chefe de Estado que decidir se aplica ou não um veto político à norma ou se a promulga.

Em caso de veto político o diploma voltaria ao Parlamento Nacional e, caso voltasse a ser aprovada, teria então obrigatoriamente que ser promulgada pelo chefe de Estado.

O acórdão, deliberado na semana passada, foi o último do mandato enquanto presidente de Guilhermino Silva que se mantém como juiz conselheiro na instituição.

Taur Matan Ruak tinha questionado a constitucionalidade de algumas das alterações, incluindo a possibilidade de deputados perderem o mandato por violação da disciplina partidária e mudança de "competências de regulamentação" de leis sobre atos eleitorais da Comissão Nacional de Eleições para o Governo.

O Presidente timorense pede ainda a análise pelo tribunal da norma que prevê o crime de "utilização indevida de sigla ou símbolo" durante o período de campanha eleitoral."

O Presidente da República confia que o Tribunal de Recurso esclarecerá as dúvidas suscitadas numa intervenção legislativa de tão significativa importância", remata o comunicado.

Entre as mudanças contidas no diploma está o aumento da barreira de votos que é necessário atingir para que se possa eleger deputados que passa de 3 para 4% dos votos válidos.

Acilino Manuel Branco, diretor-geral do Secretariado Técnico de Assistência Eleitoral (STAE), disse hoje à Lusa que até ao momento estão registados em Timor-Leste um total de 31 partidos.

"Isso não implica que todos se possam candidatar já que terão que cumprir um conjunto de critérios com base na lei eleitoral", explicou, recordando que nas últimas eleições parlamentares, em 2012, se apresentaram 19 candidaturas entre as quais duas de coligações.

O recenseamento eleitoral para o voto decorre pelo menos até 26 de maio próximo.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.