sicnot

Perfil

Mundo

Estudante rastejou pelas condutas de ar para roubar um exame

China Daily China Daily Informat

Henry Lynch, um estudante de Engenharia Biológica da Universidade de Kentucky, nos Estados Unidos, foi acusado de roubo após ter rastejado através das condutas de ar condicionado para chegar à sala do professor e roubar o exame.

Segundo relata a BBC, o aluno de 21 anos entrou nas condutas de ar da universidade e percorreu um caminho até à sala do professor de Estatística, John Cain. Já dentro da sala, Henry Lynch abriu a porta a Troy Kiphuth, um estudante da mesma instituição, que o ajudou a procurar o exame.

No entanto, o tempo que Lynch passou a rastejar pelas condutas não lhe serviu de nada. Ele e o colega acabaram por ser apanhados pelo professor, quando este regressava de uma pausa para comer. John Cain ameaçou chamar a polícia caso não abrissem a porta da sala e os alunos acabaram por ceder.

Mais tarde Lynch confessou à polícia o que tinha feito e acrescentou que não chegou a encontrar o exame.

Um porta-voz da Universidade de Kentucky fez saber que "Truques e roubos desse género são muito sérios numa instituição académica".

Henry Lynch e Troy Kiphuth foram acusados por tentativa de roubo.

  • Chamas passaram por cima da A23
    1:06

    País

    A A23 esteve cortada ao longo do dia por causa do fumo e das chamas. Em direto para a SIC Notícias, perto das 18h30, os repórteres da SIC presenciaram o momento em que o fogo passou por cima da autoestrada da Beira Interior.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira