sicnot

Perfil

Mundo

Jogo da palhinha decide resultado eleitoral em localidade do Reino Unido

Northumberland

Nigel Roddis

O resultado eleitoral num município inglês foi esta sexta-feira decidido através do jogo da palhinha, que acabou por impedir uma maioria absoluta do partido Conservador em Northumberland.

A cena insólita teve lugar na freguesia de South Blyth, onde o candidato conservador Daniel Carr e a liberal democrata Lesley Rickerby receberam ambos 356 votos.

Após três recontagens, a decisão foi feita através do jogo da palhinha, cujas regras simples determinam que perde aquele a quem calhar a palha mais curta. Lesley Rickerby acabou por escolher a palha mais longa e garantiu a sua reeleição, frustrando as esperanças dos 'tories' alcançarem uma maioria absoluta em Northumberland, algo que não acontece há cerca de 40 anos.

O partido Conservador estava perto deste objetivo, ao eleger 33 vereadores dos 51 lugares que foram a votos na quinta-feira, mas a eleição da candidata liberal democrata implica que os outros postos ficaram nas mãos de candidatos da oposição, incluindo 24 do partido Trabalhista, sete independentes e três liberais democratas.

No Reino Unido, as eleições, sejam autárquicas ou legislativas, usam em geral o sistema de maioria relativa em círculos uninominais, ou seja, aquele com maior número de votos vence. Este sistema acaba por resultar regularmente em empates, que têm de ser decididos por outros meios.

No Reino Unido, além do jogo da palhinha, também são usadas moedas e baralhos de cartas para determinar o resultado final quando dois ou mais candidatos recebem o mesmo número de votos. Ao todo, foram a votos na quinta-feira 4.851 cargos em 34 autarquias em Inglaterra, na totalidade das 32 autarquias escocesas e na totalidade dos 22 municípios do país de Gales.

Os resultados parciais declarados até às 12:30 horas indicavam que o partido Trabalhista, principal força da oposição no parlamento, sofreu um desaire significativo, ao perder 162 postos, enquanto o partido Conservador, atualmente no governo, ganhou 219.

Os Liberais Democratas, que tinham esperança de recuperar alguns perdidos nas eleições locais anteriores, também perderam 24 lugares, e o UKIP perdeu 63, o que indica que o partido eurocético poderá quase desaparecer da representação local.

Do lado dos vencedores, o partido Verde (mais sete), o partido nacionalista galês Plaid Cymru (mais 20) e o partido nacionalista escocês SNP (mais um) também beneficiaram do recuo do partido Trabalhista.

As contagens decorrem em várias partes do país, pelo que os resultados globais só deverão ser conhecidos até ao final desta sexta-feira.

Lusa

  • Voluntários portugueses rumam ao México com cães de salvamento
    1:59

    Mundo

    Nuno Vieira e Marco Saraiva são voluntários de Braga. Com os seus dois cães, "Koi" e "Yuki", formam uma equipa de resgate e partem esta noite para o México, para ajudar na busca e salvamento de vítimas do terramoto que abalou o país esta terça-feira. A equipa portuguesa faz parte de uma ONG espanhola.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição em Porto Rico
    1:16
  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • DGS garante que não há perigo de dengue
    2:09
  • Episódio da Abelha Maia censurado por queixas de obscenidade

    Cultura

    A plataforma digital Netflix viu-se obrigada a retirar um episódio da Abelha Maia depois das queixas de pais norte-americanos por causa de um "desenho obsceno", em forma de pénis. Aparentemente, terá sido só removido para quem acede nos EUA dado que, ao que a SIC pôde constatar, a partir de Portugal o episódio 35 está disponível.

  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.

  • Restaurante em prisão na Colômbia serve comida confecionada por detidas
    1:04