sicnot

Perfil

Mundo

Libertadas dezenas de jovens raptadas na Nigéria pelo Boko Haram em 2014

© Afolabi Sotunde / Reuters

Dezenas de raparigas raptadas há três anos na Nigéria pelo grupo extremista Boko Haram foram libertadas, anunciaram este domingo várias fontes nigerianas.

"Posso confirmar que foram libertadas", afirmou à agência France Presse um ministro do governo nigeriano que não quis ser identificado, informação corroborada por fontes das forças de segurança e pelo pai de duas das raparigas.

O número exato de jovens libertadas ainda não é certo, com fontes a referirem pelo menos 80 e outras apenas 62.

O ministro acrescentou que as jovens chegarão no domingo a Maiduguri, capital do estado de Borno, no nordeste do país.

O pai de duas das jovens raptadas, Enoch Mark, afirmou também ter sido informado da libertação por um movimento cívico formado para exigir a libertação das alunas.

No passado mês de abril cumpriram-se três anos sobre o rapto de 276 raparigas pelos terroristas islâmicos do Boko Haram, relatado pelos meios de comunicação do mundo inteiro.

Depois do rapto, 57 conseguiram fugir e, em outubro de 2016, com a intervenção da Cruz Vermelha, os terroristas libertaram 21, altura em que o porta-voz da presidência nigeriana afirmou que a libertação de mais 83 jovens estaria para breve.

As alunas do liceu de Chibok tornaram-se um símbolo de dezenas de milhares de pessoas ainda retidas pelo Boko Haram, que usa os raptos em massa para recrutar extremistas.

O conflito das forças governamentais com os fundamentalistas, particularmente sangrento na zona do lago Chade, já fez mais de 20.000 mortos e 2,6 milhões de deslocados.

Lusa

  • Uma das raparigas raptadas pelo Boko Haram encontrada com filho de quatro meses
    1:57

    Mundo

    Ao fim de mais de dois anos, foi encontrada a primeira das mais de 200 adolescentes, raptadas pelo Boko Haram na Nigéria. A jovem foi localizada numa floresta, no Nordeste do país, uma zona controlada pelo grupo radical islâmico. Amina Ali tem agora 19 anos, um filho de quatro meses e passou 765 dias em cativeiro. Amina revelou que seis amigas morreram e que a maioria continua sob sequestro.

  • Boko Haram divulga vídeo com raparigas raptadas há dois anos
    1:52

    Mundo

    Dois anos após o rapto de 276 raparigas na Nigéria, foi divulgado um vídeo das jovens em trajes islâmicos e a recitarem o Corão. As famílias reconheceram as raparigas no vídeo divulgado pelos radicais islâmicos do Boko Haram. As jovens foram raptadas de um liceu no noroeste do país e agora o grupo radical anuncia que as meninas de Chibok foram convertidas ao islão e que algumas até casaram.

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.