sicnot

Perfil

Mundo

Procurados em Paris três suspeitos de prepararem atentado terrorista

Procurados em Paris três suspeitos de prepararem atentado terrorista

A polícia francesa procura três homens suspeitos de estarem a preparar um atentado terrorista, tendo, neste âmbito, montado na segunda-feira à noite, uma aparatosa operação numa estação do metro de Paris. 

Um vendedor de bilhetes na estação de metro de Valenciennes deu um alerta depois de julgar ter reconhecido um dos três homens procurados, listado pela polícia nas redes sociais, o que originou a operação das autoridades francesas e o encerramento temporário da Gare du Nord, um dos principais interpostos de transportes parisienses.

Não houve quaisquer detenções, de acordo com a agência Associated Press, que cita fontes da polícia francesa.


Os três suspeitos foram identificados pela polícia francesa como sendo os cidadãos belgas Bilal al Marchohi e Tarik Jadaoun, e o afegão Zabihullah Sarwari.


A congestionada Gare du Nord - terminal de uma vasta rede ferroviária suburbana e nacional, assim o "hub" dos comboios que ligam Paris a Londres - foi evacuada pelas 23 horas locais (menos uma hora em Portugal) esta segunda-feira pela brigada especial de busca e intervenção da polícia francesa (BRI, na sigla francesa).


A operação prolongou-se pelas primeiras horas da madrugada de hoje, sem que a polícia encontrasse qualquer dos suspeitos procurados entre a totalidade dos passageiros que ocupavam o comboio proveniente de Valenciennes, onde teria entrado o suspeito identificado pelo vendedor de bilhetes daquela estação de metro.

Com Lusa

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49