sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 45 mil ataques informáticos em 74 países

Kacper Pempel

A empresa russa de segurança informática Kaspersky calculou hoje em mais de 45 mil os ciberataques registados pelo vírus do tipo 'ransomware', que atingiu infraestruturas de 74 países.

"Até ao momento registámos 45.000 ataques (...) em 74 países. Os números continuam a aumentar inusitadamente", revelou Costin Raiu, diretor global da equipa de Investigação Análises do Laboratório Kaspersky, na sua conta na rede social Twitter.

Raiu acrescentou que a mensagem que inicia o ciberataque, que afetou países como Portugal, Espanha, Reino Unido, Turquia, Ucrânia ou a própria Rússia, está escrita em romeno, mas não por um natural do país.

Kaspersky, empresa que fabrica 'software' de segurança informática, enviou à agência noticiosa Efe um comunicado em que assegura ter identificado o 'rootkit' utilizado para desencadear o ciberataque, que é MEM:Trojan.Win.64.EquationDrug.gen).

Segundo a nota, o ataque discriminado ocorreu através de um sistema de propagação que utiliza uma vulnerabilidade detetada na Microsoft.

A nota destaca que os piratas informáticos exigem como recompensa 600 dólares (551 euros) sob a forma de 'bitcoin', moeda virtual que não pode ser rastreada.

"O maior número de tentativas de ciberataque foi detetado na Rússia", sublinhou o mesmo responsável.

Com Lusa

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • S. João do Porto sem balões
    2:36

    País

    No Porto, milhares de pessoas foram para a rua festejar o São João. Este ano houve tolerância zero no lançamento de balões, por causa do risco de incêndio. O fogo de artifício começou com mais de 15 minutos de atraso.

  • Mais de 100 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.