sicnot

Perfil

Mundo

Antigo diretor do FBI lidera investigação sobre ligações entre Trump e Rússia

Jonathan Ernst

O Departamento de Justiça nomeou Robert S. Mueller, antigo Diretor do FBI, como Conselheiro Especial para supervisionar a investigação sobre eventuais ligações entre a equipa de Trump na campanha de 2016 e a Rússia.

Donald Trump tem enfrentado várias críticas e polémicas desde que tomou posse na Casa Branca. A polémica mais recente que arrasou Washington diz respeito à demissão do ex-diretor do FBI James Comey e à divulgação do memorando que Comey escreveu após uma reunião com o Presidente dos EUA, em fevereiro, na Sala Oval.

Segundo o memorando, o Presidente dos EUA, Donald Trump, terá pedido ao ex-diretor do FBI James Comey para terminar as investigações sobre o Conselheiro de Segurança Nacional Michael Flynn.

O pedido terá sido feito durante uma reunião na Casa Branca, em fevereiro, segundo um memorando que James Comey escreveu após o encontro.

"Considero que é do interesse público nomear um Conselheiro Especial para assumir a responsabilidade sobre este assunto", disse o procurador-geral adjunto Rod Rosenstein, citado pelo The New York Times.

O antigo diretor do FBI e atual advogado Robert S. Mueller deverá renunciar ao cargo de advogado no escritório WilmerHale.

  • Trump pode ser destituído?
    3:04

    Mundo

    Em dois meses de mandato, têm sido muitas as vozes críticas a assumir publicamente o desejo de destituir Donald Trump. Depois da revelação de que o Presidente dos Estados Unidos da América terá tentado pressionar o ex-diretor do FBI a abandonar a investigação sobre as ligações à Rússia, há outras suspeitas que podem justificar, para alguns, o início de um processo de impeachment. A jornalista da SIC Tânia Mateus explica o que pode acontecer.