sicnot

Perfil

Mundo

Ex-ditador Noriega em prisão domiciliária por tempo indefinido

Anonymous

Um juiz panamiano decidiu esta quinta-feira prorrogar por tempo indefinido a prisão domiciliária do ex-ditador Manuel Antonio Noriega, que está nos cuidados intensivos, há dois meses, depois de uma cirurgia cerebral.

O juiz Roberto Sánchez prorrogou a medida preventiva relativa a dois casos, a do massacre de Albrook e a da morte do militar opositor Moisés Giroldi, em 1989.

Em 28 de janeiro, a juíza Katherine Pitti concedeu a prisão domiciliária temporária enquanto se preparava o processo dos três casos pelos quais vai ser julgado o ex-ditador.

A juíza, em 9 de maio, decidiu manter essa medida preventiva durante um ano, devido ao desaparecimento e assassinato do médico opositor Hugo Spadafora, em 1985.

Manuel Noriega, de 83 anos, foi operado a um tumor benigno no cérebro e, algumas horas depois, sofreu uma hemorragia que o levou a ser submetido a uma segunda cirurgia.

Desde esse momento, encontra-se internado na unidade de cuidados intensivos do Hospital Santo Tomás, o maior do México, e são poucas as informações divulgadas sobre o seu estado de saúde.

"Quanto ao seu estado clínico, só se pode dizer que se mantém uma situação crítica", disse aos jornalistas depois da audiência, o advogado do ex-ditador, Ezra Ángel.

O ex-ditador foi derrubado e detido pelas autoridades dos Estados Unidos em 1989 sob acusação de tráfico de droga.

Esteve também preso em França por branqueamento de capitais, antes de ser devolvido ao Panamá em 2011, onde já tinha sido condenado.

Lusa

  • Chamas passaram por cima da A23
    1:06

    País

    A A23 esteve cortada ao longo do dia por causa do fumo e das chamas. Em direto para a SIC Notícias, perto das 18h30, os repórteres da SIC presenciaram o momento em que o fogo passou por cima da autoestrada da Beira Interior.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira