sicnot

Perfil

Mundo

Irão vota hoje em eleições presidenciais

Reuters Photographer

Os eleitores do Irão estão a votar para escolherem hoje o seu Presidente, nas primeiras eleições presidenciais desde o acordo nuclear de 2015, disputadas entre o moderado Hassan Rohani e o conservador Ebrahim Raissi.

A eleição é vista como um referendo ao acordo nuclear, no qual o Irão aceitou reduzir as atividades nucleares iranianas em troca do levantamento das sanções económicas.

O impacto económico esperado não foi contudo sentido pela população até ao momento, num país onde a inflação ronda os 10% e o desemprego ultrapassa os 12%.Rohani, um clérigo moderado eleito presidente em 2013, conseguiu quebrar o isolamento do país e, apoiado por destacados políticos reformadores, é considerado favorito.

Contra ele concorre o conservador Ebrahim Raissi, diretor de uma organização caritativa com participações em várias empresas e considerado próximo do guia supremo, o 'ayatollah' Ali Khamenei.As presidenciais são disputadas por apenas mais um candidato, o conservador Mostafa Mirsalim, depois das desistências nos últimos dias dos reformadores Mostafa Hashemitaba e Es-Hagh Jahanguiri, que apelaram ao voto em Rohani, e do presidente da câmara de Teerão conservador, Bagher Qhalibaf, que pediu o voto em Raissi.

Os eleitores conservadores são habitualmente mais participativos, pelo que uma elevada participação pode favorecer Rohani. Se nenhum dos candidatos obtiver mais de 50% dos votos, os dois mais votados disputam uma segunda volta dentro de uma semana.Cerca de 56 milhões de eleitores estão convocados para as eleições, 2,5 milhões dos quais votam no estrangeiro.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19