sicnot

Perfil

Mundo

Bebés no útero reagem mais a caras do que a outras imagens

© Michaela Rehle / Reuters

Os fetos em desenvolvimento no útero reagem mais a imagens que se parecem com caras do que a estímulos luminosos, descobriram investigadores, que afirmam que é possível explorar a perceção e conhecimento visual nos bebés antes do nascimento.

Projetando luz através das paredes uterinas das mães, verificaram que fetos com 34 semanas de gestação viram a cabeça em direção a formas que parecem rostos humanos, mais do que quando são projetadas outras imagens.

"Mostrámos que o feto consegue distinguir entre formas diferentes, preferindo as que se parecem com caras", afirmou Vincent Reid, da universidade britânica de Lancaster, assinalando que já se sabia que isso acontecia com bebés depois do nascimento.

A investigação, publicada na revista Current Biology, aconteceu graças a nova tecnologia de ultrassons em 4D de alta qualidade e à descoberta de que é possível fazer chegar luz ao útero através dos tecidos.

Os cientistas testaram as reações de 39 fetos a padrões de luz parecidos com caras, que atravessaram o seu campo de visão enquanto se acompanhava, os seus movimentos.

Os fetos reagiam mais a caras que lhes eram apresentadas na posição correta do que a outras que lhes apareciam invertidas.

A conclusão é que a preferência dos bebés por rostos humanos começa no útero e que não é aprendida depois do parto.

Além disso, o estudo conclui também que os fetos conseguem ter experiências visuais no útero, mas os investigadores avisam as grávidas para não apontarem luzes brilhantes às suas barrigas.

Lusa

  • Pulseira deixa sentir os movimentos do bebé ainda na barriga da mãe

    Mundo

    A pulseira Fibo permite que os futuros pais (ou mães) consigam sentir os seus filhos a dar pontapés ainda na barriga da mãe. Desenvolvida por um designer de joias da Dinamarca, a pulseira vai transmitir os movimentos do bebé no útero, de modo a que os pais possam partilhar essa experiência da gravidez.

  • O berço que vai revolucionar a vida dos pais

    Mundo

    Por todo o mundo, pais exaustos já devem ter fantasiado acerca de uma cama que pudesse balançar automaticamente o seu bebé até adormecer. O berço Snoo promete fazer o trabalho, com a ajuda da imitação do som do útero e de um cobertor de previne que os bebés acabem em posições perigosas. O berço que pode revolucionar a vida dos pais está à venda por 1.300 euros.

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.