sicnot

Perfil

Mundo

Breivik vai recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem

© Norsk Telegrambyra AS / Reute

O neonazi Anders Behring Breivik, que matou 77 pessoas em 2011, vai recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem por "tratamento desumano" na prisão após a derrota da sua ação contra o Estado norueguês pela mesma razão.

Por razões de segurança, Breivik está numa cela isolado dos outros presos. Invocando a Convenção Europeia dos Direitos do Homem, interpôs uma ação em tribunal contra o Estado norueguês por "tratamento desumano e degradante".

O tribunal de primeira instância chegou a dar-lhe razão, o Estado norueguês recorreu e o Supremo Tribunal considerou, em março último, que a Noruega respeita os direitos humanos de Anders Breivik,

Tendo esgotado todos os recursos perante os tribunais noruegueses, o neonazi recorre agora a Estrasburgo.

A 22 de julho de 2011, o homem que hoje tem 38 anos, fez explodir uma bomba perto da sede do Governo norueguês e depois disparou, na ilha de Utoya, perto de Oslo, contra jovens que participavam numa iniciativa da juventude trabalhista.

Matou ao todo 77 pessoas.

Breivik reconheceu a autoria dos ataques, mas recusou declarar-se culpado, e um tribunal de Oslo acabou por condená-lo a 21 anos de prisão em 2012. A pena de Breivik pode ser prolongada indefinidamente se, quando concluída, o condenado continuar a ser considerado perigoso.

Cela de Breivik

Cela de Breivik

reuters

Cela de Breivik

Cela de Breivik

reuters