sicnot

Perfil

Mundo

Qatar recusa interferências na sua política externa

O Qatar recusa qualquer interferência estrangeira na sua política externa, afirmou esta quinta-feira o chefe da diplomacia de Doha numa entrevista à agência France-Presse a propósito da crise diplomática que opõe o país à Arábia Saudita e seus aliados.

"Ninguém tem o direito de intervir na nossa política externa", afirmou o xeque Mohammed Bin Abderrahman Al-Thani.

O ministro recusou por outro lado que a atual crise possa degenerar numa qualquer ação militar, que "não é opção", e desvalorizou as medidas de impacto económico, assegurando que o Qatar pode suportar a situação "eternamente".

A crise foi desencadeada na segunda-feira com o anúncio pela Arábia Saudita, seguida dos Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito, do corte de relações com o Qatar, acusando o país vizinho de "apoiar o terrorismo" e de manter relações próximas com o Irão.

O corte de relações foi complementado com o encerramento de fronteiras e fortes restrições ao tráfego aéreo.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.