sicnot

Perfil

Mundo

Partido Conservador inverteu tendência nacional e ganhou deputados na Escócia

Ruth Davidson, líder do partido Conservador escocês.

Russell Cheyne/ Reuters

O partido Conservador inverteu a tendência nacional na Escócia e conquistou mais 12 deputados na região para o parlamento britânico, sobretudo à custa do Partido Nacionalista Escocês (SNP), segundo os resultados oficiais.

O SNP segurou 35 dos 59 deputados a que a região tem direito no Parlamento britânico, mas perdeu 21, 12 dos quais foram "roubados" pelo partido Conservador escocês de Ruth Davidson, que garantiu assim 13 assentos em Westminster.


O partido Trabalhista e os Liberais Democratas registaram também resultados positivos, elegendo, respetivamente, sete deputados (mais seis do que em 2015) e quatro deputados (mais três do que em 2015), respetivamente.


Ainda assim, a líder do SNP, Nicola Sturgeon, reivindicou vitória, tendo em conta o partido recolheu mais votos e mais lugares do que os restantes partidos na Escócia.


"Claro que estou desapontada por uma série de derrotas", admitiu, referindo-se ao antigo líder Alex Salmond e ao atual "número dois", Angus Robertson, ambos vítimas da "vaga" dos Conservadores.


Sturgeon disse que irá refletir sobre a razão deste resultado, nomeadamente sobre se a insistência num segundo referendo à independência, recusado pelos restantes partidos, foi determinante.


Ainda assim, lembrou que o SNP é o terceiro maior partido na Câmara dos Comuns e mostrou-se disponível para apoiar o partido Trabalhista.


"Espero que o SNP possa participar numa alternativa progressiva aos 'tories'", afirmou.
Declarados 649 dos 650 lugares na Câmara dos Comuns, o partido Conservador elegeu 318, menos oito do que os necessários para uma maioria absoluta e menos 12 do que antes das eleições.


O partido Trabalhista adicionou 29 aos que possuia, somando 261 deputados.


O Partido Nacionalista Escocês conquistou 35 lugares, os Liberais Democratas 12 (+4), o Partido Democrático Unionista (Irlanda do Norte) 10 (+2), o Sinn Féin sete (+3), os nacionalistas galeses do Plaid Cymru quatro (+1), os Verdes um e foi eleito um independente na Irlanda do Norte.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.