sicnot

Perfil

Mundo

Theresa May fecha acordo com unionistas da Irlanda do Norte para formar governo

Em atualização

Hannah Mckay

A primeira-ministra britânica conseguiu um acordo com o Partido Democrático Unionista, da Irlanda do Norte, para formar governo, após ter perdido a maioria absoluta nas eleições de ontem, avançam vários media. Theresa May vai hoje ao Palácio de Buckingham para apresentar essa solução à rainha.

Última atualização às 10:47

O encontro entre a líder do Partido Conservador e Isabel II está previsto para as 12h30. May vai pedir autorização à rainha para formar governo, mesmo sem ter maioria absoluta, segundo fonte do gabinete.

O Partido Conservador ficou com 318 assentos no Parlamento britânico, perdendo 12 lugares. O Partido Democrático Unionista conquistou 10 assentos e juntos fazem 328, mais dois que os necessários para assegura a maioria.

Declarados 649 dos 650 lugares na Câmara dos Comuns, os "Tories" elegeram 318, menos oito do que os necessários para uma maioria absoluta e menos 12 do que antes das eleições. O Partido Trabalhista adicionou 29 aos que possuía, somando 261 deputados.

O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, tinha apelado à demissão de Theresa May e desafiou a primeira-ministra conservadora a dar lugar a um governo trabalhista.

O Partido Nacionalista Escocês conquistou 35 lugares, os Liberais Democratas 12 (+4), o Partido Democrático Unionista (Irlanda do Norte) 10 (+2), o Sinn Féin sete (+3), os nacionalistas galeses do Plaid Cymru quatro (+1), os Verdes um e foi eleito um independente na Irlanda do Norte.

  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03
  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.